07/05/2010

Niccolo Maquiavel


(Filósofo e político do Renascimento italiano)
1469-1527, Florença, Itália


Niccolò Machiavelli, dito Maquiavel, ensinou ao mundo uma lição de política prática. Nasceu em 1469, filho de um advogado, e cresceu na cidade italiana de Florença. Em 1498, conseguiu um cargo secundário de funcionário do governo de Florença, emprego que conservou durante 14 anos. Tornou-se funcionário público de confiança e, finalmente, um diplomata, que viajou para todas as importantes cidades-Estado da península e também para diversas cortes estrangeiras.
Em toda a parte, Maquiavel observava os políticos e suas maneiras; tornou-se um analista do poder. Acima de tudo, amava a Itália e queria vê-la unida sob um monarca. Em 1512, perdeu sua posição por causa de uma mudança no governo florentino. Instalou-se, então, numa pequena comunidade fora da cidade e pôs-se a escrever. A mais famosa de suas obras é O Príncipe, um manual que contém as regras desenvolvidas a partir de suas observações, as quais esperava ver utilizadas por um monarca para unir a Itália. Maquiavel morreu em 1527 e O Príncipe foi publicado cinco anos mais tarde.
Típico pensador do Renascimento, Maquiavel é considerado o primeiro teórico do Estado moderno. Ele vislumbrava a necessidade de um Estado centralizador e poderoso, em que o governante se sobressaísse sobre os demais senhores feudais e tivesse poder para conduzir a sociedade. Como outros humanistas italianos da Renascença, Maquiavel sempre foi um ávido leitor. Suas leituras incluíam uma série de livros tradicionais, dirigidos aos governantes e contendo conselhos de como exercer o governo.
Os autores tinham escrito em termos idealistas, orientados por crenças religiosas medievais. Maquiavel inverteu suas máximas. Para ele, não havia meios que os fins não justificassem, nem códigos morais que não pudessem ser transgredidos, nem princípios religiosos que reprimissem o governante. Ao fazer a distinção entre o que um homem era e aquilo que deveria ser, ficou com a realidade como a via e eliminou o "deve ser" de seu vocabulário.








Barrinha MaynaBaby


06/05/2010

João Guimarães Rosa


(Escritor Brasileiro)
27-6-1908, Cordisburgo (MG)
19-11-1967, Rio de Janeiro (RJ)

Grande renovador da prosa de ficção, João Guimarães Rosa marcou profundamente a literatura brasileira. Nascido na cidade de Cordisburgo (MG), formou-se em Medicina na cidade de Belo Horizonte (1930). Após clinicar algum tempo nos confins do Estado mineiro, onde aprendeu os segredos e as falas do sertão que marcariam sua obra, entrou para a carreira diplomática (1934), indo servir em Hamburgo, Baden-Baden, Lisboa, Bogotá e Paris. Dividido entre a literatura e a carreira diplomática, fez longas viagens pelo interior de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Bahia, anotando os maneirismos de fala de jagunços, vaqueiros, prostitutas e beatas colhidos em conversas. Assim revolucionou a prosa brasileira e foi aclamado pelo público e pelos críticos ao escrever seu primeiro livro de contos: Sagarana (1946). Combinando o erudito com o arcaico e com as expressões populares, transformou a semântica, subverteu a sintaxe e apresentou ao leitor quase um novo idioma para contar as histórias da gente do sertão. Mais tarde publicou Corpo de Baile (1956), um conjunto de sete novelas, e o livro mais polêmico da literatura brasileira do século XX – Grande Sertão: Veredas (1956). Na construção da personagem principal (Riobaldo), fundiu o cotidiano com o requintado, o regional com o erudito, o folclore com a cultura livresca, o real com o fantástico e superou o regionalimo ao compor, numa narrativa épica/mítica, a própria condição humana. Ainda vieram Primeiras Histórias (1962), reunindo 21 contos curtos, e Tutaméia (1967), conjunto de 40 contos. Faleceu no Rio de Janeiro, três dias depois de tomar posse na Academia Brasileira de Letras. Posse esta que sempre adiara, temendo a emoção de vestir o fardão da Academia.






Barrinha MaynaBaby


Aristóteles

Aristóteles nasceu em Estágira, uma colônia jônica localizada no reino da Macedônia, no norte da Grécia. Seu pai, Nicômaco, era médico do rei Amintas, e deu ao filho estrutura para construir e solidificar seus estudos.

Jovem, ainda aos 17 anos, Aristóteles ingressou na Academia de Platão, em Atenas. Foi por lá que fez despertou a atenção de seu mestre, Platão, a ponto de substituí-lo após sua morte.
Sua primeira esposa foi Pítias, irmã de Hérmias, que foi morto pelos persas. Após a morte de Hérmias, Aristóteles foi para Mitilene.
Depois que sua primeira esposa faleceu, o filósofo casou-se novamente com Hérpilis, com quem teve um filho chamado Nicômaco, a quem Aristóteles dedicou o livro “Ética a Nicômaco”.

Em 343 se tornou o preceptor de Alexandre, filho do rei Macedônio Felipe II, e grande conquistador da época.
Com o assassinato do rei Felipe II, Alexandre assume o trono. Em 335 a.C. Aristóteles retorna para Atenas e, com a ajuda de Alexandre, o filósofo funda sua própria escola. Sua escola, em pouco tempo, se tornaria um renomado centro de estudos, dividido em diferentes especialidades.

Mas, com a morte de Alexandre, em 323 a.C., houve um aumento do sentimento antimacedônico em Atenas. E, além disso, o partido nacionalista foi reativado por Demóstenes.
Tudo isso deixou a situação de Aristóteles delicada. Foi acusado, assim como Sócrates, de impiedade e teve que se retirar de Atenas, deixando a Teofrasto sua escola.
Morreu um ano depois de sua saída, acometido por uma doença estomacal.

Frases e Pensamentos

  • O sábio nunca diz tudo o que pensa, mas pensa sempre tudo o que diz.
  • O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.
  • A dúvida é o principio da sabedoria.



Nota Fiscal Paulista vira cartão com código de barras


Pergunta "quer CPF na nota" está com os dias contados; veja como obter documento

O consumidor que participa do programa da Nota Fiscal Paulista vai ganhar uma facilidade para pedir o benefício. A Secretaria de Estado da Fazenda disponibilizou na internet a opção de impressão de um cartão com os dados do consumidor para que ele não precise mais ficar ditando o CPF (Cadastro de Pessoa Física) na hora da compra.

O cartão contém um código de barras que pode ser lido por qualquer máquina de supermercados e lojas. Segundo o governo, a ideia é facilitar e tornar “mais simples e prático” inserir o número do documento na nota fiscal. Pode ser o fim da pergunta: "você quer CPF na nota?"

- O cartão da Nota Fiscal Paulista pode ser usado em todas as compras, mas não vale como documento. Ele também não permite fazer pagamentos e não serve como cartão de banco. Foi criado apenas para que o consumidor informe seu CPF no momento da compra com conforto e segurança.

A emissão do cartão é gratuita e pode ser feita pelo próprio site da Nota Fiscal Paulista. Basta que o usuário acesse sua conta e clique no botão para pedir o cartão do programa. O próprio consumidor pode imprimir o documento e plastificá-lo.
O programa, criado em 2007, já distribuiu mais de R$ 2,7 bilhões aos participantes em forma de retorno de impostos ou prêmios sorteados pela loteria. O programa conta com mais de 8 milhões de participantes.

Os consumidores que solicitam o documento fiscal e informam o seu CPF ou CNPJ, recebem até 30% do ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias) efetivamente recolhido pelo estabelecimento comercial proporcional ao valor da sua nota.

Saiba mais...

Barrinha MaynaBaby

Presentes

Recebi a Eneida esta linda lembrança do dia das Mães, obrigada amiga pelo carinho.






03/05/2010

Presentes

Amigas olha que presente lindo!! que a Sandra do blog Ao toque do Amor fez e me ofereceu, amei amiga, muito obrigada pelo carinho.







Barrinha MaynaBaby

Carne produzida em laboratórios abre portas para um futuro sem matadouros

A carne fermentada é elaborada a partir do cultivo em laboratório de células-tronco ou
de músculo de animais como frangos, porcos ou cordeiros

Alguns países já investem milhões nesse tipo de pesquisa

A produção de carne em laboratórios sem a necessidade de matar animais se afasta da ficção científica e poderia dar origem em menos de dez anos a um hambúrguer ecologicamente correto.

A carne fermentada é elaborada a partir do cultivo em laboratório de células-tronco ou de músculo de animais como frangos, porcos ou cordeiros. A alternativa, uma dos 50 invenções do ano segundo a revista Time em 2009, seria "mais saudável e menos poluente" e teria as mesmas proteínas que a carne normal, segundo seus defensores.

Sua produção pode, inclusive, ser controlada, para evitar doenças como o mal da vaca louca ou a gripe A (H1N1, popularmente conhecida como suína).

Jason Matheny, diretor da New Harvest, uma organização sem fins lucrativos que une esforços de cientistas de todo o mundo nessa área,

diz que também será possível produzir carne light.

- E até poderemos fazer hambúrgueres que previnam ataques cardíacos.

Para convencer as pessoas que desconfiam desse novo tipo de carne, Matheny argumenta que "a maior parte do que comemos vem de laboratórios, tudo é processado", como o leite e o queijo. Sobre a possibilidade de que estas práticas experimentais possam ter efeitos inesperados para a saúde humana ele não detalhou o assunto.

- Não sabemos de nenhum risco.

A invenção poderia ser uma solução para a insustentabilidade em um planeta onde a pecuária devasta a floreta Amazônica e agrava o aquecimento global, como alertou um relatório das Nações Unidas.

A fórmula secreta está em uma espécie de sopa biomédica composta de nutrientes procedentes de sangue animal e microorganismos. Por enquanto, os resultados são apenas pequenas tiras de carne de um centímetro de comprimento, nas quais é possível acrescentar proteínas.

Se a tecnologia continuar avançando, "de cinco a dez anos", estimou Matheny, essas tiras poderiam produzir substitutos para a carne em grande escala, com uma textura dura o suficiente para ser mastigada e com um sabor que poderá ser confundido com o de um bife "tradicional".

O alto custo do processo é, segundo o cientista, o único obstáculo à comercialização do produto.

- Precisamos de sistemas automatizados mais eficientes que não requeiram o trabalho de pessoas e encontrar ingredientes mais baratos, porque os de agora precisam de pesquisa biomédica.

O governo holandês é o que mais investiu nas pesquisas, com um total de US$ 5 milhões (R$ 8,69 milhões), seguido por centros de EUA, Japão, Austrália e dos países escandinavos.

Para o diretor da New Harvest, grandes companhias de biotecnologia investem na pesquisa nos EUA, mas foi proibido de revelar seus nomes. Esses avanços poderiam acrescentar uma nova linha de produtos ao mercado do setor dirigido aos consumidores vegetarianos.

Tal setor ocupa cada vez mais espaço nas prateleiras de supermercados de todo o mundo, que já contam com hambúrgueres feitos de tofu ou soja.

Saiba mais...

A partir de 2011 só poderá pedir financiamento estudantil quem fizer o Enem


Medida foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (3)

O MEC (Ministério da Educação) vai passar a exigir a participação no Enem para os estudantes que pedirem financiamento estudantil pelo Fies, programa do governo federal. A medida vale só para quem entrar na faculdade no primeiro semestre de 2011. O aluno que for pedir financiamento este ano não precisa comprovar participação no Enem.

A decisão foi publicada nesta segunda-feira (3) no Diário Oficial da União.

A próxima edição do Enem deverá ser aplicada nos dias 6 e 7 de novembro deste ano. A expectativa do ministério é que a prova tenha até 7 milhões de estudantes inscritos. O exame de 2009 teve 4,1 milhões de inscritos, mas a abstenção chegou a cerca de 38%.


A portaria do MEC trata também das regras e dos procedimentos para inscrição no Fies neste ano.

Os pedidos de financiamento deverão ser feitos somente pela internet, no site do SisFies. No entanto, a data de abertura do sistema ainda não foi divulgada. A partir de então o aluno poderá solicitar o Fies em qualquer período do ano.

O ministério anunciou que estudava mudanças no programa, como o fim da exigência do fiador. Mas, para o primeiro semestre deste ano, ainda serão pedidas garantias, como o fiador convencional ou o grupo de fiadores solidários, composto por até cinco alunos em que cada um é corresponsável pelo pagamento das prestações de todos os integrantes. O MEC estuda criar um fundo para que não haja mais a cobrança.

Entenda o que é o Fies

O Fies, um programa do governo federal criado em 1999, oferece crédito para estudantes em instituições particulares de ensino superior.

Para conseguir o benefício, é necessário que o aluno já esteja matriculado em uma das cerca de 1.500 universidades, centros universitários e faculdades cadastrados no sistema. Além disso, é pré-requisito que a graduação tenha avaliação positiva pelo MEC. O programa não vale para cursos a distância.

Os financiamentos podem ser de 50%, 75% e até 100% do valor da mensalidade. Quem tem bolsa parcial pelo ProUni (Programa Universidade para Todos) também pode pedir crédito.

Este ano, o Conselho Monetário Nacional reduziu os juros do Fies (Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) de 3,5% para 3,4% ao ano. Outra mudança é que o prazo para quitar a dívida, que antes era de duas vezes o período do curso, agora passou a ser de três. Um aluno que financiou um curso de quatro anos, por exemplo, pode quitar seu saldo devedor com o banco em até 12 anos.

Saiba mais...


Barrinha MaynaBaby

01/05/2010


Esse selinho é da minha amiga Ritinha, parabéns pelas visitas.









Barrinha MaynaBaby

Pesquisadores alemães criam carro dirigido com o olhar

Veículo com inteligência artificial é dirigido sem as mãos e perdoa erros do motorista


Uma universidade alemã apresentou, o protótipo de um carro dirigido apenas com o olhar. Apelidado de Espírito de Berlim, o veículo testes de direção na pista do aeroporto de Tempelhof, no sul da capital alemã.
O carro é uma pequena perua adaptada pela Universidade Livre de Berlim (FU, na sigla em alemão) que pode ser dirigido só com o olhar, sem que as mãos tenham de tocar a direção.

O protótipo teve de dar voltas na pista do aeroporto alemão desativado, explicou Raúl Rojas, especialista em informática e diretor do departamento de inteligência artificial, que desenvolve essa tecnologia.

- Esse tipo de veículo está proibido em vias normais de circulação.

O colega de Rojas ocupou o lugar do motorista e usou um capacete dotado de uma câmera que foca os olhos. Cada mínimo movimento do olho é transmitido ao computador que o transforma em um impulso enviado à direção do veículo.

Cheio de receptores, cabos e processadores, o carro é capaz de perdoar uma eventual falta de atenção do motorista: se não houver nenhuma curva no lugar para o qual a vista foi desviada, o automóvel anula a ordem de girar.

O automóvel custou em trono de R$ 353,89 mil (150.000 euros), é "um passo rumo ao carro sem motorista", contou Rojas, que vivem em Berlim há 27 anos.

Rojas explicou que o departamento de inteligência artificial da universidade alemã e as universidades americanas de Stanford e de Carnegie Mellon estão na liderança das pesquisas nesse setor.
Mas a produção em massa desse veículo ainda está longe de acontecer. Para isso, serão necessários de 20 a 30 anos para que a tecnologia amadureça e para que os veículos sejam autorizados pela legislação.

Saiba mais..



Barrinha MaynaBaby

História do Dia do Trabalho


O Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e eventos reivindicatórios.

A História do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886 na industrializada cidade de Chicago (Estados Unidos). No dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho de treze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreu nos Estados Unidos uma grande greve geral dos trabalhadores.

Dois dias após os acontecimentos, um conflito envolvendo policiais e trabalhadores provocou a morte de alguns manifestantes. Este fato gerou revolta nos trabalhadores, provocando outros enfrentamentos com policiais. No dia 4 de maio, num conflito de rua, manifestantes atiraram uma bomba nos policiais, provocando a morte de sete deles. Foi o estopim para que os policiais começassem a atirar no grupo de manifestantes. O resultado foi a morte de doze protestantes e dezenas de pessoas feridas.

Foram dias marcantes na história da luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho. Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista ocorrida na capital francesa em 20 de junho de 1889, criou o Dia Mundial do Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano.

Aqui no Brasil existem relatos de que a data é comemorada desde o ano de 1895. Porém, foi somente em setembro de 1925 que esta data tornou-se oficial, após a criação de um decreto do então presidente Artur Bernardes.

Fatos importantes relacionados ao 1º de maio no Brasil:

- Em 1º de maio de 1940, o presidente Getúlio Vargas instituiu o salário mínimo. Este deveria suprir as necessidades básicas de uma família (moradia, alimentação, saúde, vestuário, educação e lazer)

- Em 1º de maio de 1941 foi criada a Justiça do Trabalho, destinada a resolver questões judiciais relacionadas, especificamente, as relações de trabalho e aos direitos dos trabalhadores.

saiba mais...




Barrinha MaynaBaby

Vídeo não pode ser exibido.

AD