13/01/2009

Mostra em Madri traz obras que Picasso deu a seu barbeiro

Quadros e objetos de coleção foram dados durante anos a 'única pessoa que podia tocar cabeça' do pintor .

De Madri para a BBC Brasil - Uma exposição em Madri traz quadros e objetos colecionados por um barbeiro, todos eles presenteados pelo seu cliente mais famoso: o gênio da pintura Pablo Picasso. O espanhol Eugenio Arias foi a única pessoa que cortou o cabelo de Picasso durante 26 anos. Uma das manias do gênio espanhol Pablo Picasso era evitar que lhe tocassem a cabeça. O pintor acreditava que ali estava o centro de seu poder criativo e qualquer interferência poderia ser prejudicial. Por isso, manteve uma relação fiel com um único barbeiro. Esta amizade rendeu a coleção de obras de arte inaugurada nessa segunda-feira, a mostra do barbeiro de Picasso. O artista conheceu o barbeiro no exílio, na França, em 1948. Ficaram amigos a ponto de Picasso presentear Arias com quase cem peças. Conhecido como "o barbeiro de Picasso", Arias guardou a coleção em casa e doou o patrimônio à Espanha depois que o país retomou a democracia. O pequeno Museu Picasso - Coleção Eugenio Arias foi inaugurado em 1985, com 54 peças, no município madrilenho de Buitrago, onde o barbeiro nasceu. Fechado em 2007 para uma reforma, ele foi reaberto na segunda-feira com 71 objetos, inclusive fotos e um inédito vídeo em que Picasso e Arias contam como se conheceram.

Saiba mais......

Nenhum comentário:

Vídeo não pode ser exibido.

AD